Olá, pessoal!

 

Em nossa conversa de hoje, vamos falar sobre uma narrativa clássica que marcou nossa infância e ainda encanta nossas crianças: Os Três Porquinhos!

Considerada um clássico da Literatura Infantil, acredita-se que a história foi escrita por Joseph Jacobs, nascido em Sydney, Austrália, em 1854. O conto tornou-se mais conhecido devido à animação criada pela Disney em 1933. Nessa versão, os porquinhos receberam os nomes de Fifer Pig, Fiddler Pig e Pratical Pig. No Brasil foram chamados, em princípio, de Cícero, Heitor e Prático.

Alguns acreditam que foi em Minas Gerais que os porquinhos ganharam outros nomes, ficando conhecidos como Palhaço, Palito e Pedrito. Seus nomes foram associados às moradias construídas por eles, isto é, uma construção feita de palha por seu dono Palhaço, outra feita de madeira, cujo construtor era Palito e, por fim, uma casa de pedra, em que o dono se chamava Pedrito.

Desde a sua vinda para o público infantil, a história dos Três Porquinhos ganhou inúmeras versões. Citarei duas, vejam se vocês se lembram!

A primeira, e talvez a mais trágica, é aquela em que os dois primeiros porquinhos são comidos pelo lobo, pois as casas de palha e de madeira construídas por eram muito vulneráveis e foram facilmente destruídas pelo sopro do malvado.

A segunda e, provavelmente, a versão mais presente em nosso dia a dia, é aquela em que o lobo também derruba as casas de Palhaço e Palito. Mas os dois porquinhos conseguem fugir para a casa do irmão Pedrito e salvam-se das garras do bicho.

De uma forma ou de outra, as inúmeras releituras feitas de “Os três porquinhos” têm algo de muito importante a ensinar para as nossas crianças. Por exemplo, a importância do trabalho para a realização pessoal, do esforço para alcançar os objetivos, da paciência e da perseverança para realizar tarefas da melhor forma possível. E, ainda, o desenvolvimento da sensibilidade para ajudar ao próximo.

Com um olhar atento, podemos verificar como esses valores aparecem na história. Vamos lá?

O porquinho mais velho, de nome Pedrito, é quem mostra às crianças todos esses valores:

- A importância de trabalhar bem pode ser percebida quando ele recolhe pedras na floresta com a intenção de construir uma casa estruturada e forte;

- O esforço pessoal quando ele decide, mesmo estando sozinho, construir uma casa: pedra sobre pedra, sem reclamar e visando o seu objetivo;

- A paciência, quando não desistiu de construir uma moradia sólida, mesmo que para isso fosse necessário mais tempo;

- A perseverança ao acreditar e não desanimar diante de uma construção demorada e que demandava mais esforços;

- E, por último, a ajuda ao próximo, uma vez que não negou auxílio aos irmãos quando necessitaram de abrigo.

Mas os irmãos Palhaço e Palito também podem nos trazer muitos ensinamentos. Os dois porquinhos fizeram casas frágeis, porque queriam ter mais tempo para brincar. Essa atitude acabou trazendo consequências desastrosas na primeira versão, quando são devorados pelo lobo, e também na segunda, quando precisaram imediatamente abandonar suas casas, pois caso contrário, morreriam.

Sabemos que o ato de brincar para as crianças é realmente fundamental, e elas aprendem brincando. O que devemos aproveitar dessa história para ensinar aos pequenos é que brincar é mesmo muito importante e faz parte da vida de qualquer criança. Afinal, sempre precisamos incentivar a brincadeira! Mas devemos levá-las a refletir que se os porquinhos tivessem construído casas mais estruturadas, teriam todo o tempo para brincar depois, assim como Pedrito, e não passariam por aquele momento tão ruim com a perseguição do lobo.

O mesmo deve acontecer, por exemplo, com a lição de casa que as crianças trazem da escola. O melhor é fazer a tarefa, para depois brincar! Não é mesmo?

Ah! É possível também conversar com os nossos pequenos sobre o conceito de cadeia alimentar, a partir dos personagens da narrativa, isto é, o lobo e os porquinhos. Afinal, porque o lobo queria comer os porquinhos? Seria por “pura” maldade?

Viram porque a história “Os três porquinhos” fez e ainda faz tanto sucesso junto ao público infantil? É porque além de ser divertida, nos traz inúmeros ensinamentos! Por isso é considerada um Clássico da Literatura Infantil.

Querem conhecer outra versão de “Os três porquinhos”? Leiam os “Clássicos Encantados Baby” da Bom Bom Books. Nessa coleção, você encontrará essa e outras histórias clássicas...

Veja:

 

Um forte abraço e até a próxima!

Janayna

 

Referências: 

 

Literatura: Conto Os três porquinhos. Disponível em: <https://www.culturagenial.com/conto-tres-porquinhos/> Acesso em 12. Jun. 2018

 

 

Postagem anterior Postagem seguinte